Sensibilidade dentária: Por que meus dentes são tão sensíveis?

A sensibilidade dentária, ou hipersensibilidade dentinária é um problema bastante comum.

Esta incômoda sensibilidade normalmente ocorre por perda de estrutura dentária na região cervical (colo do dente, próximo à gengiva) e pode se dar por cárie, por abrasão (escovação muito forte), por erosão, por abfração ou pela associação de dois ou mais fatores.

A abrasão é a perda de estrutura do dente por desgaste, o que pode ocorrer por uma escovação muito forte, com pasta de dente abrasiva (como as pastas branqueadoras) e quando existe uma exposição radicular (recessão gengival). A abrasão caracteriza-se por uma depressão (área côncava) na região dentária mais próxima à raiz.

A erosão é a dissolução do dente por ácidos de origem não bacteriana. Estes ácidos são encontrados em alguns alimentos, bebidas e medicamentos. Ácidos de origem endógena, são trazidos do estômago (ácido clorídrico) para a boca por refluxo estomacal. A erosão é geralmente generalizada, atingindo muitos ou todos os dentes. Os refrigerantes são um dos principais responsáveis pelas erosões, em geral contém ácido fosfórico na sua composição. Vinhos e frutas cítricas são outra fonte de ácidos na formação de erosões.

A abfração é uma lesão resultante de microfraturas do esmalte devido forças oclusais desequilibradas e exageradas, provocadas pela flexão do dente, que pode ser agravada com o bruxismo (ranger ou apertar os dentes).

Tratamento:

  1. Conscientização do paciente quanto às causas do problema;
  2. Diminuição da força de escovação;
  3. Utilização de escova correta (tipo de escova);
  4. Redução de alimentos e bebidas ácidas;
  5. Uso de pastas de dentes não-abrasivas;
  6. Uso de flúor;
  7. Restaurações da lesão (para evitar que o desgaste continue aumentando e proporcionar uma barreira física de resina composta à região sensível);
  8. Utilizações de placa miorrelaxante, no caso de bruxismo.

 

rest cervical

 
Comentários

Nenhum comentário ainda.